Dia do Cinema: conheça história e como está hoje cidade que já reuniu astros internacionais e era vista como 'Hollywood brasileira'

  • 19/06/2024
(Foto: Reprodução)
Para celebrar a data, comemorada nesta quarta (19), g1 relembra que entre 2007 e 2014 a cidade do interior paulista viveu o auge com seu Polo Cinematográfico e Festival de Cinema, atraindo estrelas nacionais e internacionais. Do auge à decadência: conheça a história da cidade conhecida como “Hollywood brasileira” No Dia do Cinema Brasileiro, celebrado nesta quarta-feira (19), o g1 revisita a história de Paulínia (SP), cidade do interior de São Paulo que entre 2007 e 2014 ganhou destaque nacional e internacional por seu Polo Cinematográfico e Festival de Cinema, chegando a ser conhecida como a “Hollywood brasileira”. Sede de quatro estúdios de filmagens e com o Theatro Municipal para 1.300 pessoas, a cidade, vizinha de Campinas (SP) e distante 118 km da capital, viveu seu auge rapidamente. Entre as produções de destaque filmadas em Paulínia estão: O Palhaço Bruna Surfistinha Chico Xavier Faroeste Caboclo Pela cidade desfilaram estrelas nacionais e internacionais: Danny Gloover Michael Madsen Jacqueline Bisset Fernanda Montenegro Selton Mello Tony Ramos José de Abreu O jornalista, crítico de cinema e autor do livro “Paulínia: uma História de Cinema”, João Nunes, conta sobre o que fez o município a se tornar uma das maiores potências brasileiras em produções cinematográficas e a repentina decadência. 📲 Participe do canal do g1 Campinas no WhatsApp Danny Gloover marca presença no Festival de Cinema de Paulínia Gustavo Magnusson Idealização 💭 O polo cinematográfico de Paulínia foi inaugurado em 2007. Apesar de possuir o maior PIB per capita do país, em sua maioria trazido pelas grandes empresas instaladas na cidade, vinculadas à indústria do petróleo, o município buscava uma nova alternativa de renda. Em entrevista ao g1, o jornalista João Nunes conta que a administração possuía um alto capital para colocar seus planos em prática, e com um perfil notado à época como 'megalomaníaco', resultou no rápido desenvolvimento do polo cinematográfico". Investimento 💰 Com um investimento de R$ 490 milhões, em sete anos de atividade, o projeto do Polo Cinematográfico de Paulínia participou da filmagem de 45 filmes, além de fazer a cidade sediar o lançamento de grandes produções, como “Tropa de Elite 2”. Para que os longas-metragens recebessem o aporte da prefeitura, era necessário que ao menos 40% das cenas fossem rodadas em Paulínia, fazendo com que parte do dinheiro investido nas produções retornasse à cidade. “Mudou completamente a maneira de fazer cinema no Brasil a partir de Paulínia porque, basicamente, o cinema brasileiro vivia do aporte Federal, né? Da Lei Rouanet, você conseguia ganhar um investimento e recebia de uma empresa e aqui era uma Prefeitura que dava o aporte", explica Nunes. "Então todo produtor sonhava em rodar um filme aqui porque tinha um dinheiro vivo para filmar”. 6° edição do Festival Paulínia de Cinema em 2014 Reprodução/Eptv Festival Paulínia de Cinema 📽 Apesar de ser inaugurado um ano após o polo cinematográfico, em 2008, de acordo com João Nunes, a ideia inicial para inserir Paulínia no ramo do cinema era a criação de um festival na cidade. Inspirado por grandes empreendimentos do gênero mundo afora, o Festival Paulínia de Cinema teve êxito em cumprir a ambição que prometia. Crítico Rubens Edwald Filho durante o Paulínia Festival de Cinema 2011 Daniel Nascimento/ Divulgação Sua estrutura esbanjava luxo e requinte, caracterizada por um longo tapete vermelho e arquibancadas para que o público pudesse prestigiar atores, diretores e produtores que por ali passavam. O evento foi o principal responsável por atribuir o apelido “Hollywood brasileira” à cidade, já que servia de vitrine para as produções realizadas na região, e atraia inclusive estrelas estrangeiras, como Danny Gloover, astro do sucesso "Máquina Mortífera", e Jacqueline Bisset, de "A Noite Americana". Edição 2011 do Paulínia Festival de Cinema Mario Miranda/ Divulgação O prestígio do evento cativou nomes como Danny Gloover, Michael Madsen, Jacqueline Bisset , Fernanda Montenegro, Selton Mello, Tony Ramos e José de Abreu, artistas que estiveram presentes em algumas das seis edições de festival. “Se tornou uma coisa parecida com Hollywood, a partir do sexto festival, que foi o último, eles abriram para produções internacionais, trouxeram atores americanos. Virou um grande negócio para Paulínia e para a região, já que todas foram atendidas, né? Locações, coisas assim, estava tudo aqui”, lembra Nunes. O escritor destaca que a relação de Paulínia com o cinema aproximou os moradores com a cultura. Nunes se recorda da proximidade estabelecida entre o público e os atores, que eram facilmente vistos já que, muitas vezes, as gravações externas ocorriam em lugares populares das cidades da região. Fotos de produções feitas em Paulínia em exposição no saguão da prefeitura de Paulínia. Marcelo Gaudio\g1 Decadência e briga política 🚨 Apesar de sucesso entre o público e os artistas, o Festival Paulínia de Cinema e o Polo Cinematográfico enfrentaram problemas com a instabilidade política da cidade, que de abril a dezembro de 2014 registrou seis trocas de prefeitos. Com as inúmeras trocas de governo, em 2012 o festival chegou a ser cancelado com a alegação de queda de arrecadação municipal. Retornou em 2013, mas acabou encerrado permanentemente em 2014. Fachada do Theatro Municipal de Paulínia em 2024 Marcelo Gaudio/g1 Falta de manutenção Passados 10 anos do fim das atividades, o g1 visitou, nesta terça-feira (18), o espaço onde estrelas nacionais e internacionais desfilaram, como o Polo Cinematográfico e o Theatro Municipal. Enquanto o prédio da Prefeitura, ao lado dos edifícios do complexo, guarda resquícios do passado cinematográfico, com estátuas que remetem a grandes produções do cinema e exposição de fotos dos filmes locais no saguão, o próprio Polo encontra-se paralisado. Theatro Municipal de Paulínia sem manutenção em 2018 Reprodução/Eptv Com o fim das atividades e o fomento do governo municipal, os estúdios do Polo Cinematográfico de Paulínia passaram a atender em um formato de parceria público-privado, por meio de uma empresa terceirizada responsável pela gestão do espaço. Para a utilização dos estúdios, é necessária uma aprovação da prefeitura e um consequente contrato entre as partes interessadas. Não há, no momento, nenhuma produção sendo desenvolvida na localidade. Fachada do Theatro Municipal em 2013 e 2024 Initial plugin text Já um dos edifícios mais icônicos desse passado de "Hollywood brasileira", o Theatro Municipal de Paulínia, palco do Festival de Cinema, enfrentou períodos sem manutenção. Em maio de 2024, a estrutura passou pela 2ª Audiência Pública para decidir a concessão do espaço. Um estudo técnico preliminar, apresentado durante a audiência pública, indicava a necessidade de revitalização, readequação, expansão, manutenção, gestão e exploração com tempo sugerido de 20 anos. O g1 procurou a Prefeitura de Paulínia para saber se há previsão para a reabertura do local. Ela informou que ainda não há data definida para a contratação de serviços, visto que o processo de licitação encontra-se em fase de elaboração, não sendo possível fornecer uma data. Na visita desta terça (18), foi possível observar sinais de degração do tempo. Na parte externa do Theatro, há um vidro da fachada quebrado, bem como pontos de infiltração, ferrugem e desprendimento das telas que ficam próximas ao telhado. Também pertencente ao complexo cinematrográfico, a antiga sede da prefeitura de Paulínia, que na época de funcionamento do Polo Cinematográfico havia sido transformada em uma escola de artes, encontra-se abandonada. Diante do cenário, a prefeitura informou ainda que, apesar do imbróglio jurídico a cerca do Polo e o do Theatro Municipal, ela realiza ações de apoio a produção audiovisual, via leis de incentivo do Governo Federal, como a Aldir Blanc e a Paulo Gustavo, além de promover eventos culturais e manter oficinas de dança e música, que atendem mensalmente de forma gratuita cerca de 1300 alunos de diferentes idades. *Sob supervisão de Fernando Evans VÍDEOS: tudo sobre Campinas e região Veja mais notícias da região no g1 Campinas

FONTE: https://g1.globo.com/sp/campinas-regiao/noticia/2024/06/19/dia-do-cinema-conheca-historia-e-como-esta-hoje-cidade-que-ja-reuniu-astros-internacionais-e-era-vista-como-hollywood-brasileira.ghtml


#Compartilhe

Aplicativos


Locutor no Ar

Peça Sua Música

estamos ao vivo mande a sua mensagem para nos a traves do watsapp 19/983176001

Top 5

top1
1. Raridade

Anderson Freire

top2
2. Advogado Fiel

Bruna Karla

top3
3. Casa do pai

Aline Barros

top4
4. Acalma o meu coração

Anderson Freire

top5
5. Ressuscita-me

Aline Barros

Anunciantes